04 outubro 2013

Quando o coração machuca

/
   Alguns dias atrás, enquanto eu me arrumava pra ir à escola com muita pressa, queimei meu dedo passando chapa no cabelo. Doeu pra caramba. Me senti tão idiota na hora, por que foi um acidente tão bobo que poderia ter sido evitado se eu tivesse sido um pouco menos desatenciosa. Passei uma pomada pra aliviar a dor e fui pra escola. Ao decorrer das aulas nem incomodou tanto assim, só quando eu lembrava de que tinha queimado o dedo. Quando eu me distraía com outras coisas, tudo ficava bem e a queimadura parecia nem existir.

    Assim também acontece com algumas coisas na nossa vida. Deixa eu explicar o porquê. Suponhamos que eu conheci um cara. O cara é super bacana, gente boa e lindo. Ele também sente atração por mim. A gente ficou em uma noite qualquer e começamos a namorar. Tudo em um tempo muito curto e tudo muito rápido. A probabilidade de isso não corresponder as nossas expectativas e tudo acabar com um final não muito feliz, é grande. Isso foi só um exemplo, mas eu aposto que você já passou por isso ou algo parecido, se não, deve conhecer alguém que já.

    Fazer alguma coisa com pressa dá tudo errado. Quando você tenta acelerar um relacionamento você se machuca, e dói tanto. E quando você se lembra desse sentimento a todo instante é pior ainda, por que é aí que a dor começa a tomar conta dos seus dias, das suas coisas, da sua vida. Você começa a se achar uma pessoa estúpida pelas suas atitudes, e fica se lamentando pensando que tudo poderia ter sido diferente. Tudo poderia ter dado certo se você não tivesse pulado nenhum degrau da escada. "Viver intensamente" é uma expressão muito clichê, porém é a mais pura verdade.

    Infelizmente ainda não inventaram uma pomada que alivie a dor que a gente sente no coração. O que nos resta a fazer é tentar esquecer esse "machucado". Ocupar o nosso tempo com coisas que realmente valham a pena. Coisas que nos distraiam. Enfim, coisas que nos façam felizes. Por que o melhor remédio para a tristeza é a felicidade, e mexer na ferida só piora as coisas. Por que a cicatrização só depende da gente. E de mais ninguém.

18 comentários

  1. Eu estou vivendo um momento exatamente assim.. Conheci um cara, fiquei com ele, comecei a namorar apaixonadíssima. Mas depois de um tempo o que era aquela paixão louca virou um amor calmo. E o namoro começou a ir pro água abaixo. Passamos 1 anos e 4 meses juntos, até que durou.
    Mas agora estou aqui, como você com o dedo queimado, dói quando eu lembro e eu sei que poderia ter evitado se tivesse prestado mais atenção nas coisas.

    Blog | Facebook

    ResponderExcluir
  2. Esse post é um carinho no coração, viu, Ana.
    Já sofri desse mal e ficava lembrando toda hora. Parecia que eu queria era sofrer mais.
    Hoje ainda lembro, mas é só porque estou viva, né. kkk'
    Vale a pena fazer o que nos faz feliz, que um dia a tristeza passa.
    Bjin.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, em algumas partes, senti tanto como se ele estivesse falando comigo, e textos assim, são os melhores. Quando as coisas acontecem rápido demais, e fáceis demais, possivelmente, acabará tão rápido quanto. Não que as coisas difíceis sejam melhores, mas fazem com que tenhamos certeza do que é melhor pra nós, e é em momentos difíceis, que devemos decidir com sabedoria, o que deve ir, e o que deve ficar. Devemos sempre saber, pelo que devemos lutar.
    http://dicasdagil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Arrasou no post, belas palavras viu?!

    Beijoos, Ana Carolina.
    http://simplesglamour.blogspot.com
    Instagram: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  5. Que texto perfeito, parabéns Ana, você escreve muito bem! bjs ♥

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Ana.. ta sendo muito legal você compartilhar seus textos com a gente.

    http://o-doce-mundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amei o texto, tu escreves super bem.
    Concordo com o que disse e adorei a forma com que comparou um acontecimento que esquecemos rápido com coisas que também acontecem com todos e encaramos com uma coisa muito maior.

    Beijos,
    posrealidade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Que lindo texto *0* você escreve muito bem, está de parabéns! :D

    ResponderExcluir
  9. Nossa , esse post tocou o coração mesmo! Ainda mais pra quem está nesse momento , como eu , e como umas meninas que vi ai nos comentários.. É terrível isso.. Dói demais , parece que o mundo acabou , que a casa desmoronou em cima de você! A gente chora , chora e parece que não tem fim.. Parece que as lagrimas se multiplicam..

    ResponderExcluir
  10. Belo texto. Concordo plenamente.
    Não comento aqui porque são tantos comentários que eu ahco que você não vê, mas como hoje tem pouco estou eu aqui.
    Você escreve bem.

    Vem conferir os textos que escrevo no meu blog, sua visita será bem vida.
    http://garotoimpulsivo.blogspot..com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada! :D
      Não tem nada a ver... Eu sempre leio todos os comentários, e, apesar de ficar com vontade de responder um por um, a falta de tempo não deixa! :(((
      Beijos!

      Excluir
  11. A cicatrização só depende da gente.
    Mas, nossa, deixar a dor em segundo plano é tão difícil.
    http://doisquintos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Como você mesma disse, Ana, a cicatrização só depende da gente. Acho que por mais que doa temos sempre que tentar fazer aquilo passar, sabe? Ficar se remoendo por algo não é legal. A felicidade é nossa anestesia.

    Descobri seu blog faz umas duas horas e WOW! Estou completamente apaixonada por ele. É tão apegante. *-*
    Beijos.
    http://ceuespelhado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. ooi ana gostaria de saber se a Nikon CoolPix S4300 ,queria comprar mas nao sei se vai valer apena.por favor me ajude!
    - karen :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karen! :D
      Eu nunca usei, mas deve ser boa! Beijos.

      Excluir
  14. Meu deus que lindo seu blog, simplesmente me apaixonei! Adorei e já estou te seguindo!

    Beijos, Nayara
    http://femininamodeon.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa esse post me tocou muito, é vc tem toda razão!
    Gostei, bjs: Jeny

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo(a)!

♥ Conte para mim o que você achou da postagem e do meu blog. Dê também seus palpites, sugestões e ideias.

♥ Você não precisa ter uma conta no Blogger para comentar. Ao lado de "Comentar como" tem várias opções para você selecionar. Se você não tem uma conta no Blogger, é só você selecionar a opção "Nome/URL" e preencher os campos.

♥ Leia a FAQ (lá em cima no cabeçalho, ao lado de "Início, Sobre o Blog, etc") antes de fazer perguntas desnecessárias.

Volte sempre e obrigada pela visita! :D